Cinco projetos de Lei são votados em Sessão Ordinária

Com a presença dos onze vereadores foi realizada na tarde desta segunda-feira (23/10) mais uma sessão ordinária na Câmara Municipal de Apucarana.

Cinco novos Projetos de Lei entraram na pauta. Também foram votados em redação final dois Projetos de Lei: nº 90/2017 que obriga os supermercados do município de Apucarana a fornecer cadeiras de rodas para pessoas idosas, portadoras de deficiência física ou mobilidade reduzida, de autoria do vereador Edson da Costa Freitas e o Projeto de Resolução nº 02/2017 de autoria da vereadora Márcia Regina Sousa, que dispõe sobre a criação do Parlamento Jovem Municipal.

Em segunda discussão foi aprovado o projeto do vereador Mauro Bertoli, presidente do legislativo, que declara de utilidade pública a Associação musical Mosqueteiros de Apucarana.

Em primeira discussão foram aprovados 05 projetos do Executivo Municipal sobre alienação de imóveis, permissão para proceder escritura e registro, revogação de Lei, e abertura de crédito adicional suplementar o valor de R$ 160.000,00 que complementará o orçamento do IDEPPLAN com a finalidade de cobertura dos gastos com prestação de serviços e aquisição de materiais relacionados ao transito como sinalização nas vias públicas, manutenção em semáforos, aquisição de placas de trânsito e demais atividades relacionadas.

O projeto 110/2017 que institui no calendário oficial do município de Apucarana a campanha de incentivo a saúde da mulher, em especial de prevenção ao Câncer de Mama, denominado Mês Outubro Rosa, teve pedido de vista pelo vereador Luciano Augusto Molina, por uma sessão.

O repórter Cadu Freitas acompanhou a sessão e conversou com o vereador Mauro Bertoli, a entrevista segue no áudio abaixo.

Ainda na sessão, foram votados dois Requerimentos de autoria do vereador Luciano Augusto Molina, pedindo informações ao prefeito municipal sobre a viabilidade da instalação de mesinhas e banquinhos para prática de jogos de truco, dominó, entre outros, na Praça Frederico Ozanan, localizada na Praça em frente o Colégio Objetivo Mater Dei e também o Requerimento que pede informações ao prefeito sobre a existência de projeto visando à demarcação de ciclovia em pontos estratégicos do município. “Se não existir um projeto, poderia ser criado para que possa ser ofertado um transporte alternativo aos moradores”, destaca o vereador.

Molina destaca que apesar de Apucarana ter uma área urbana bastante acidentada é possível fazer demarcações e construir ciclovias em pontos estratégicos. “Precisamos de uma alternativa para desafogar o trânsito na nossa cidade. Temos uma média de 75 mil veículos circulando na cidade. Uma ciclovia poderia ligar o centro ao Núcleo João Paulo. Também poderia atender a Avenida Aviação e Central do Paraná”, conclui. O Requerimento foi aprovado por unanimidade dos vereadores.

A próxima sessão ordinária da Câmara Municipal de Apucarana será realizada na segunda-feira (30/10), às 16 horas.

OUÇA AO VIVO
BAIXE EM SEU CELULAR
PUBLICIDADE