Unespar Apucarana já tem dez anos pós-FECEA

A Universidade Estadual do Paraná (Unespar) completou uma década do credenciamento institucional, sendo a mais recente das sete universidades ligadas ao Governo do Estado. Criada em 2001 pela Lei nº 13.283, a instituição de ensino superior foi credenciada em dezembro de 2013, a partir da junção de sete faculdades estaduais centenárias. Em Apucarana, a nova denominação seguiu a tradição da FECEA (Faculdade Estadual de Ciências Econômicas de Apucarana). A pioneira em cursos de Economia no Paraná, funcionou desde junho de 1960, até a conversão para Universidade no final de 2013.

Para comemorar a data, a Unespar realizou nesta semana uma cerimônia em Paranavaí, no Noroeste, onde está a sede da Reitoria. O evento reuniu gestores, professores, estudantes e autoridades. A reitora da Unespar, Salete Machado Sirino, confirmou o compromisso institucional com a formação de cidadãos e a transformação da sociedade. “A Unespar segue comprometida com políticas inclusivas para o desenvolvimento de competências e habilidades intelectuais, pensamento crítico e criatividade, sem perder de vista a formação de profissionais qualificados, essenciais para o desenvolvimento econômico, social e sustentável”, disse.

Ela destacou que o fortalecimento da educação superior é fundamental para a formação de cidadãos conscientes e ativos e para a transformação da sociedade e apontou a importância de atividades de extensão para o exercício da cidadania.

“As atividades extensionistas permitem que os estudantes coloquem em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula e contribuam para a solução de situações e desafios sociais, assegurando uma formação com valores democráticos, tolerância, respeito à diversidade e igualdade de direitos, premissas essenciais para a construção de uma sociedade justa e inclusiva”, disse a reitora.

INSTITUIÇÃO – Entre 2013 e 2023, ingressaram na instituição 30.656 estudantes em cursos de bacharelado, licenciatura e tecnologia. Nesse período, a universidade formou 13.692 profissionais e se consolidou como uma referência acadêmica na modalidade de licenciatura, somando 38 cursos de graduação nessa categoria de ensino superior, em diferentes áreas do conhecimento.

Atualmente, são 10 mil alunos matriculados em 78 cursos de nível superior ofertados pela Unespar. Os cursos são ofertados em sete câmpus, localizados em Paranavaí; Curitiba (2), na Região Metropolitana; Apucarana, no Vale do Ivaí; Campo Mourão, na região Centro-Oeste; Paranaguá, no Litoral; e União da Vitória, na região Sul.

Além dos câmpus, a Academia Policial Militar do Guatupê (APMG), em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, está vinculada como unidade especial da instituição. No âmbito da pós-graduação stricto sensu, são 536 estudantes matriculados em 19 cursos de mestrado, sendo que a universidade formou 744 profissionais com o título de mestre. Em julho deste ano, a instituição conquistou o primeiro curso de doutorado, no Programa de Pós-Graduação Profissional em Ensino de História, em Campo Mourão. O curso foi aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), ligada ao Ministério da Educação (MEC).

Para além das atividades de ensino, a Unespar promove 416 ações de extensão em formato de programas, projetos, cursos, eventos e serviços disponibilizados para a comunidade em todos câmpus acadêmicos. São centenas de iniciativas relacionadas à cultura, educação, inclusão social, preservação ambiental, saúde, entre outras áreas. Ao longo de 10 anos, essas ações extensionistas beneficiaram, aproximadamente, 120 mil cidadãos de 150 municípios paranaenses.

INCLUSÃO – A Unespar reserva 50% das vagas nos cursos de graduação para políticas afirmativas com um sistema de cotas que assegura o acesso ao ensino superior para pessoas pretas e pardas, indígenas, pessoas com deficiência (PCD) e estudantes de escolas públicas. A instituição também desenvolve ações para a permanência de estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, inclusive com a oferta de bolsas-auxílio. Somente em 2023, foram concedidos 469 benefícios nessa modalidade.

No contexto de enfrentamento aos diferentes preconceitos, a Universidade desenvolve, ainda, estratégias educacionais para combater violências decorrentes de discriminação por motivos raciais, étnicos e outros.

CONQUISTAS – Em abril e junho de 2022, o Governo do Estado autorizou novos cursos de bacharelado em Direito nos câmpus de Apucarana e União da Vitória, respectivamente, cada um com 40 vagas. A instituição foi a primeira entre as sete universidades estaduais a implantar novos cursos depois de sancionada a Lei n.º 20.933/2021, a chamada Lei Geral das Universidades (LGU), que estabeleceu regras específicas para o custeio de novos cursos, permitindo a ampliação de vagas sem o aumento de despesas.

Um ano depois, em abril de 2023, a Unespar obteve autorização para três novos cursos tecnológicos de Gestão em Agroecologia, Gestão do Turismo e Produção Industrial no município de Loanda, no Noroeste do Paraná. Com previsão de 40 vagas e duração de três anos cada, as novas graduações foram planejadas de acordo com demandas do setor produtivo regional e direcionamento estratégico do governo para a interiorização da educação superior paranaense.

CONCURSOS – Em outubro deste ano, a Unespar empossou 58 professores e 40 profissionais da carreira técnica-administrativa de nível médio e superior para reforçar as ações de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidas pela instituição. Os 98 servidores foram aprovados em concurso público realizado no ano passado. Outros 36 agentes universitários foram integrados entre 2022 e 2023 ao quadro de servidores da Unespar para atuação nos câmpus e na Reitoria.

Com previsão de 40 horas semanais, os docentes foram contratados em regime de trabalho de Tempo Integral com Dedicação Exclusiva (Tide) para ministrar aulas nos sete câmpus acadêmicos, em diferentes áreas do conhecimento, inclusive Língua Brasileira de Sinais (Libras). Os agentes universitários de nível superior foram selecionados em formações variadas e os profissionais de nível médio foram contratados como técnicos de laboratório e técnicos administrativos para as várias unidades da estrutura universitária.

OUÇA AO VIVO
BAIXE EM SEU CELULAR
PUBLICIDADE